No Brasil cada estado do país decide as penalidades de um crime, mas todas de forma geral, todas as jurisdições procuram seguir regras com certa medida de semelhança. Mesmo que possam existir diferenças entre a penalização dos estados, qualquer tipo de crime pode ter consequências para sua vida, até o registro de um delito simples como um furto, roubo ou pilhagem pode ter consequências totalmente não desejadas.

Dentro dos crimes nomeados de roubofurtos, achamos a categoria inferior de furto. Segundo o estabelecido, seja qualquer o tipo de furto, o ato é totalmente ilegal, e não se considera de importância o tipo de vitima ou da data do acontecimento criminoso. Acontece o furto quando o ladrão é acusado de um crime sendo os valores dos elementos roubados menores a um determinado valor em dinheiro. Esse valor e totalmente estabelecido pelo Estado.

O furto é qualificado segundo a gravidade, mas mesmo é considerado menos grave que o roubo que se tipifica quando o valor dos elementos roubados é superior ao valor determinado pelo Estado.

No caso do réu ser condenado pelo juiz ou admitir a culpa do crime, este entrará na ficha criminal do agora réu primário.

O furto é um delito e como tal, é totalmente passível de punição. A pena de um furto qualificado para um réu primário de até um ano na cadeia. Mas é raro que um réu primário seja condenado com uma pena grande de prisão.  Pelo contrário, se geralmente se estabelece a pena de indenização ou trabalho comunitário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s