sivorciosextraOs divórcios extrajudiciais tiveram uma popularização muito acelerada. Rapidamente o número destes “divórcios rápidos” se incrementou desde o inicio da lei n° 11.441, no ano 2007.

Este tipo de divórcios tem a característica de serem divórcios consensuais, mais rápidos e sem a demorada burocracia nos cartórios de notas. Todos os procedimentos são realizados de forma ágil, mantendo a mesma segurança jurídica do Judiciário. Se não tiverem bens a ser partilhados, um divórcio pode ser resolvido em poucas horas. É indispensável que as duas partes proporcionem toda a documentação necessária e o acompanhamento seja realizado por um advogado assessor.

No ano 2014, o número de divórcios ultrapassou os 61.200, entre tanto, no ano 2015, a cifra foi superior aos 58.300. Segundo os dados fornecidos pelo CNB/SP, Colégio Notarial do Brasil, Seção São Paulo, a queda em relação ao 2014-2015 foi de 4,7%.

O presidente do Colégio Notarial do Brasil, Carlos Fernando Brasil Chaves, remarcou que desde o começo da lei no ano 2007, esta é a primeira queda expressiva. Segundo ele, os valores podem estar indicando que a lei veio para acolher a necessidade de uma demanda reprimida da sociedade brasileira. O que está acontecendo agora, é que a necessidade está sendo atendida. Até o momento, foram mais de 377 mil divórcios realizados.

Deste total de divórcios, São Paulo lidera o estado com maior quantidade de processos, seguido pelo Paraná e Minas Gerais. Pelo contrário de Acre e Roraima, que são os estados com menor número de ações concretizadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s