Uma proposta que ainda deve passar pela Câmara, procura garantir que mães de filhos prematuros possam acompanhar a seus filhos durante o tempo de internação.

A ideia é que as mães possam ficar do lado de seus filhos e acompanhá-los dumaternidaderante a internação. As internações são muito frequentes em bebês prematuros.

O Senado fez a aprovação da Proposta de emenda à constituição no final do ano 2015. Nesta PEC, (proposta de Emenda à Constituição), se prolonga o tempo da licença-maternidade nos casos de mães com bebês prematuros.

Se a PEC é aprovada, o período da licença-maternidade pode se estender consideravelmente, sendo que na atualidade o tempo é de 120 dias, e com a nova proposta poderia ser de até 1 ano.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi quem elaborou a proposta. No começo, a proposta original não estabelecia um limite para o tempo da licença-maternidade, mas depois de trabalhar nessa e depois do acordo com a base do governo, se estabeleceu o máximo de 1 ano.

A ex-senadora Marisa Serrano tinha formulado uma proposta bem similar. Naquele momento, o projeto foi apresentado pelo senador Paulo Paim (PT-RS). A proposta apresentada pelo senador e formulada pela ex-senadora foi aprovada pelo senado em outubro. Do mesmo jeito, esta proposta não tinha tempo limite para a licença.  A proposta visava pelo cuidado dos prematuros, procurando que as mães de filhos prematuros pudessem usufruir de todo o período que fosse preciso no acompanhamento hospitalar do recém-nascido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s